Puerto Varas

Puerto Varas: lago, vulc√Ķes e um roteiro a dois

O Chile é um destino de viagem adorável e há muito para ser visto por lá! Sua configuração geográfica garante ao país uma imensa variedade de climas e paisagens e um dos lugares mais bonitos é a região de Puerto Varas.

Fica quase na mesma latitude que Bariloche, mas um pouquinho mais ao sul.

Aqui vamos contar tudo que você precisa saber para aproveitar o melhor de Puerto Varas. O que pode ser feito em poucos dias, ou em uma viagem maior, agregando outros lugares igualmente encantadores.

Vamos l√°?!

Como chegar

O nosso destino de hoje fica a pouco mais de 1000 km da capital Santiago, mas na vizinha Puerto Montt há um aeroporto internacional. As duas cidades distam apenas 22 km uma da outra e o caminho é quase uma só reta.

Como as estradas da regi√£o s√£o boas, tranquilas e bem sinalizadas sugerimos alugar um carro j√° no aeroporto. Mas voc√™ pode optar por transfer, t√°xi ou √īnibus ‚ÄĒ dependendo do seu tipo de viajante.

Puerto Varas x Puerto Montt

Preferimos o primeiro destino: uma cidade menor, mais bonita e com √≥timos hot√©is e boas op√ß√Ķes gastron√īmicas.

Puerto Montt é a maior cidade da localidade, capital da província de LLanquihue e com uma população quase 6 vezes maior: são cerca de 213 mil habitantes contra os pouco mais de 37 mil de Puerto Varas.

E há outra diferença: Puerto Montt fica de frente para o mar, enquanto Puerto Varas está de frente ao segundo maior lago chileno: o Llanquihue.

Mas, se ainda não está convencido: ainda tem o vulcão Osorno, visível quase o tempo todo na idílica paisagem de Puerto Varas!

Só por isso já vale a pena estar lá!

Puerto Varas e seus vulc√Ķes

O local onde est√° instalada a simp√°tica cidade √© excepcional: o lago Llanquihue √© imenso e em volta √© poss√≠vel avistar nada menos do que tr√™s vulc√Ķes!

Você vai se apaixonar pela paisagem local, com o belíssimo Osorno, que parece obra de um bom designer, o Calbuco e mais um vulcão menorzinho, o Pontiagudo.

O Calbuco deu um susto em abril de 2015 e lan√ßou cinzas at√© a depois da cordilheira. Depois disso voltou a hibernar ‚ÄĒ mas √© bom ter em mente que pode acordar a qualquer momento!

A beleza da natureza e a tranquilidade do lugar faz com que seja um destino muito rom√Ęntico. Ideal para ser curtido a dois!

Mas, é claro, nada impede que seja conhecido em família, sozinho ou com amigos.

Saiba ainda que o tempo muda rápido na região dos Lagos, então não se desespere se ao chegar estiver encoberto. Pelo mesmo motivo aproveite os momentos de céu claro, porque chove bastante por lá!

Principais atra√ß√Ķes

Estar ali já é uma delícia: então se permita curtir a vista calmamente, e aproveite para fazer muitos registros fotográficos.

Passear pela Avenida Costanera ao redor do lago já é um bom programa!

A cidade não é grande e o centrinho é para ser percorrido a pé. Na praça principal, a de Armas, fica uma pequena feirinha de artesanato. Ali é um bom lugar para encontrar tanto souvenirs de viagem quanto presentinhos.

Para quem procura objetos mais caprichados para decoração e vestuário, cestaria e artigos de lã recomendamos uma ida a loja da Fundación Artesanías de Chile.

Embora os preços sejam bem mais altos, os artigos são de extrema qualidade e muito bom gosto.

E você ainda colabora para a justa remuneração dos artesãos e para a continuidade dos trabalhos manuais feitos no Chile. Algo que acreditamos valer o investimento!

Não faltam cafés, restaurantes, bares e lojas tanto de marcas internacionais quanto locais, e algumas chocolaterias.

Once Alemana

Uma das manias locais √© uma parada √† tarde para curtir um ch√°, caf√©, sanduiches, tortas e bolos. Algo muito parecido com os chamados “caf√©s coloniais” aqui do sul do Brasil.

E faz sentido que sejam semelhantes! Afinal, têm a mesma origem: os imigrantes alemães.

A once alemana √© uma das tradi√ß√Ķes herdadas dos primeiros colonos vindos da Alemanha, que tamb√©m deixaram a sua marca na arquitetura da cidade.

Escolha um dos lugares √† beira do lago e s√≥ v√° com muita fome: ou n√£o dar√° conta nem da metade do que √© oferecido…

O que ver no entorno de Puerto Varas

Aproveite com calma e tranquilidade a beleza das estradas locais: elas serpenteiam pela margem do Llanquihue, √†s vezes com vistas do Lago e seus povoados, outras em meio ao bosque ‚ÄĒ frondoso e bastante verde nos meses mais quentes.

E n√£o se engane: faz frio quase o tempo todo, mesmo no ver√£o. Lembre-se de sua m√£e e siga o conselho: leve um casaquinho!

Frutillar

Bem pequena, em volta de uma baía no lago Llanquihue, é onde você irá encontrar a melhor vista para fotografar o vulcão Osorno.

Foi fundada por alem√£es em 1856 e conta com um simp√°tico Museu da Imigra√ß√£o. S√£o apenas cerca de 5 mil habitantes, e no ver√£o acontece anualmente um festival de m√ļsica cl√°ssica.

Não deixe de visitar o Teatro del Lago, e seu café sobre o Llanquihue: a paisagem é sempre a melhor atração por ali.

Puerto Varas e Frutillar
Teatro del Lago, em Frutillar

Frutillar: origem do nome

E uma curiosidade: frutilla é morango no Chile, Argentina e Uruguai e por ali há uma florzinha conhecida como frutilla chilena, uma espécie de rosa selvagem bastante comum nos bosques da região. Ela dá origem a um morango selvagem.

Obs: Na Espanha e em outros pa√≠ses como a Col√īmbia, morango √© fresa.

Puerto Octay

Ainda menor que a cidade anterior, sua vizinha, também teve a sua origem nos colonos alemães. Há uma pequena colina onde poderá avistar a paisagem e fazer boas fotos!

Que tal visitar um vulc√£o?

O mais antigo parque nacional do Chile é o Vicente Pérez Rosales, bem pertinho de Puerto Varas.

√Č uma imensa reserva de mata e h√° duas grandes atra√ß√Ķes ali:

  • o rio Petrohu√© e suas quedas ‚ÄĒ onde os mais aventureiros podem praticar hafting;
  • o vulc√£o Osorno: √© poss√≠vel subir at√© uma certa altura, com um telef√©rico em duas escalas.

O Osorno é um vulcão ativo, que não entra em erupção há mais de uma centena de anos. Sua base está coberta por um glaciar e, por isso, seja no inverno ou no verão, você sempre verá a sua parte superior coberta de neve. Ele é o mais conhecido símbolo da região dos Lagos.

O parque nacional faz fronteira com a Argentina e l√° voc√™ poder√° avistar o Cerro Tronador ‚ÄĒ um dos principais cart√Ķes postais da Patag√īnia Argentina, sempre vis√≠vel para os visitantes de Bariloche.

√Č bom informar que o Tronador tamb√©m √© vulc√£o, mas completamente inativo.

Puerto Varas -3
Chegada na base do vulcão Osorno, de onde partem os teleféricos e é possível fazer caminhadas

A subida ao Osorno

Se estiver de carro, como nós estivemos, é uma delícia circular pelas lindas estradas do parque: encontramos até uma simpática raposa, que passeava despreocupadamente.

A subida é por uma via estreita com muitas curvas fechadas. Não se preocupe: tudo é asfaltado e você não vai sentir qualquer sensação de insegurança.

Ao chegar √† base h√° um imenso estacionamento aberto, para carros, vans e √īnibus tur√≠sticos. Voc√™ tamb√©m encontrar√° um bar e caf√©, banheiros e algumas lojinhas de souvenirs. √Č ali que voc√™ deve comprar os tickets para o telef√©rico.

Estivemos em mar√ßo, no final do ver√£o, e √© claro que n√£o havia neve na base: apenas o piso diferente formado pela lava vulc√Ęnica. Em alguns lugares mais cinzento e em outros avermelhado!

Embora tenhamos deixado o hotel com sol e tempo aberto rapidamente as nuvens foram chegando e acabaram por encobrir o Osorno. Por isso, quando chegamos √† base fomos informados de que o telef√©rico havia sido fechado. Conversando por ali comentaram que isso acontece toda vez que h√° falta de condi√ß√Ķes de visibilidade.

O jeito foi dar uma olhada no entorno e subir um pouco a p√©. Mas, fomos surpreendidos pela chuva ‚ÄĒ e acabamos desistindo.

Resultado: precisaremos voltar para subir o Osorno, e para ver os Saltos de Petrohué!

Afinal, viagem é assim: nem sempre as coisas saem como planejado.

Mais para ampliar a viagem pela regi√£o

Para quem for fazer a travessia pelos lagos at√© a Argentina a √ļltima cidade √© Peulla. O destino √© tamb√©m reconhecido por sua boa estrutura tur√≠stica e pela arquitetura germ√Ęnica.

Fica bem pertinho da fronteira com a Argentina e a apenas 18 km de Puerto Blest ‚ÄĒ uma das principais atra√ß√Ķes de quem visita Bariloche.

Estivemos em Puerto Blest, mas deixamos para conhecer Peulla em outra ocasi√£o, assim como ainda n√£o estivemos na colorida Chilo√© ‚ÄĒ com suas casinhas de palafitas.

Para viajantes com mais tempo e querendo ir mais ao sul na Patag√īnia Chilena vale considerar voar at√© Puerto Arenas ‚ÄĒ e de l√° chegar ao Parque Nacional Torres del Paine.

Ou ainda viajar at√© Puerto Natales, bem no chamado Fim do Mundo ‚ÄĒ na prov√≠ncia de Magallanes y Ant√°rtica Chilena.

Nós estivemos em Torres del Paine para ver os famosos Cuernos em outra viagem, partindo de El Calafate. Um destino que também merece ser considerado, pois é lá que está o mais bonito glaciar de todos: o Perito Moreno.

Sabia que embora seja maior que a cidade de Buenos Aires não é o campeão em tamanho na América Latina?

Vale ir ao Chile?

Sempre que puder!

Produzem excelentes vinhos, a gastronomia é saborosa, o país é seguro e a população amistosa.

H√° muito a ser visto no Chile. O pa√≠s √© dividido em 16 regi√Ķes, 57 prov√≠ncias e 346 comunas.

Agora que est√° pronto para planejar seu roteiro completo a Puerto Varas convidamos voc√™ a acompanhar outros destinos em que estivemos ‚ÄĒ aqui no blog ou em nosso Instagram!

D√ļvidas ou coment√°rios: escreva para n√≥s!

Quer receber mais conte√ļdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conte√ļdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inv√°lido, verifique se o e-mail est√° correto.

1 Comentário

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.