dusseldorf alemanha

Düsseldorf, Alemanha: o que fazer em um dia?

Este roteiro é para que aproveite 1 dia inesquecível em Düsseldorf — uma charmosa cidade do sudoeste da Alemanha.

Isto não impede que você amplie a sua estadia. Nós estivemos lá em um bate e volta de Colônia — a principal conexão para brasileiros. De uma cidade a outra é rápido, apenas meia hora de uma agradável viagem de trem.

Origens de Düsseldorf

Os primórdios de Düsseldorf retrocedem 30 mil anos, quando na região habitava o Homem de Neandertal. O primeiro esqueleto foi encontrado na região em 1856, no vale do Neander, entre Düsseldorf e Wuppertal.

Outro testemunho é o Kaiserswerther Menhir, uma pedra vertical, pré-histórica, de quatro mil anos.

Os primeiros testemunhos escritos sobre a cidade datam de 1135 e, já em 1288, Düsseldorf foi elevada à cidade.

Napoleão também esteve por lá

Após muitos tumultos, a partir dos séculos XVII e XVIII, Düsseldorf já havia se tornado importante na Alemanha. Por isso, foi uma das cidades invadidas por Napoleão no início do século XIX, passando por um período de miséria, superado por um notável crescimento industrial.

Após a queda do império francês, Düsseldorf prosperou como parte da Prússia. Os momentos mais difíceis da sua história foram marcados pelas guerras do século XX, notadamente a Segunda Guerra Mundial.

Os bombardeios implacáveis dos Aliados deixaram a cidade em total ruína. Após o fim da guerra, em 1946 o governo da ocupação militar britânica elegeu a cidade para capital da Renânia do Norte-Vestfália.

Um dos lemas não só de Düsseldorf, também da Alemanha

dusseldorf-alemanha
DIES MÄRCHEN WIRD
WOHL NIEMALS WAHR

DAS LEBEN LEHRT
SEI KLUG UND SPAR

Provavelmente esta lenda nunca será verdadeira.
A vida ensina seja inteligente e economize.

Por volta de 1956, na reconstrução da Alemanha, anúncios e cartazes eram muito mais duráveis que em nossos dias.

A Caixa Econômica, ao reestruturar as suas atividades, no atual centro gastronômico de Düsseldorf, perenizou o modo germânico de conceituar a vida econômica da população.

dusseldorf alemanha
Área de pedestres, Centro Gastronômico.

Joelhinho de porco, chucrute, Chopp e Steinhägger

A área gastronômica, no centro antigo de Düsseldorf, é muito animada e oferece várias opções culinárias da culinária alemã.  

Imperdível é o famoso “joelhinho” de porco com chucrute e batatas, o prato típico dos renanos. É bom contar que, para os apetites “normais”, um prato serve duas pessoas!

Para iniciar, peça um cálice de Steinhäger bem gelado. Trata-se de um destilado a base de zimbro esmagado com grãos de trigo, originário da aldeia Steinhägen, no século XV. É imprescindível!

Como acompanhamento, é lei, tomar Chopp preto Altbier ou Kölshbier — as cervejas icônicas da cidade.

Em tempo: Altbier é a cerveja de Düsseldorf e Kölshbier refere-se a uma cerveja fabricada em Colônia (Köln), condição que muitos locais abominam!

dusseldorf alemanha
Um pratinho básico, em um dos restaurantes “novos”da região: Zum Schlüssel, fundado em 1850.

Que tal conhecer alguns museus locais?

Recomendamos uma ida a um lugar especial, que explicamos a seguir.

Kunstpalast Düsseldorf

Instalado em imponente conjunto arquitetônico, implantado em belo parque distando cerca de um quilômetro do centro antigo. A pé, em marcha moderada, você vai andar apenas 15 minutos.

Dependendo do seu interesse, o museu Kunstpalast é composto por duas coleções independentes:

  • die Sammlung;
  • Glasmuseum Hentrich.

O atraente conjunto, iniciado como Kunstmuseum Düsseldorf — dedicado às artes tradicionais alemãs, fundiu-se com a Düsseldorfer Malerschule, fundada em 1883.

A partir de então, o seu acervo e a abrangência do seu interesse vem sendo continuamente ampliados, absorvendo outras coleções.

A configuração atual do prédio data de 1925, quando foi construída a ala Ehrenhof, projeto do arquiteto Wilhelm Kreis. Deixou de ser uma coleção particular e passou a ser administrada por uma fundação público-privada.

Glasmuseu Hentrich

De 1961 até 2001, ano de sua morte, o arquiteto de Düsseldorf Helmut Hentrich, transferiu em lotes para o museu a sua coleção de peças de vidros antigos.

Em 1990, em sua homenagem, foi implantado um museu dedicado exclusivamente ao vidro: o Glasmuseum Hentrich. Em em 1994 a coleção foi significativamente ampliada, pela doação de peças Art Nouveau de Gerda Köpff.

Desde o ano 2000 o conjunto de coleções tornou-se uma fundação público-privada, denominada  Stiftung Museum Kunstpalast.

O atual departamento de vidro ganhou expressão própria e merece uma visita. Foi ampliado e redesenhado em 2006 pelo arquiteto suíço Steiner Sarnen.

dusseldorf alemanha
Uma vista insterna do hall do Kunstpalast.

Não saia sem um passeio pela margem do Reno

Ao longo do cais do Reno e pelas avenidas ao longo de seus afluentes encontram-se belas urbanizações contemporâneas e recordações do passado.

Você poderá usufruí-las sem custo e com muito prazer, completando o dia da sua visita perambulando por lá. É extremamente agradável e vai render boas fotos.

Em breve teremos novo conteúdo da região: uma visita a Aachen.

E, se gostou, você encontra mais imagens que fizemos em Düsseldorf, na Alemanha e em outros destinos que estivemos em nosso Instagram.

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

6 Comentários

  1. Adorei passear por Dusseldorfer,esta linda e alegre cidade.Destino imperdível e que merece mais tempo para passear e se divertir.

    1. Tem toda a razão. A cidade merece uns dias com calma… é que na última vez em que estivemos lá foi só um bate-volta. E não era a nossa primeira ida a Düsseldorf. 😉

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.