o que ver em cusco

O que ver em Cusco: o umbigo do mundo!

Neste post sobre o Peru vamos dar as nossas dicas sobre o que ver em Cusco, de acordo com nossa primeira viagem a este país, quando nos encantamos pela arte e cultura local, tendo voltado depois para visitar outras regiões.

Cusco é uma cidade lindíssima e, a menos que tenha restrições médicas, é um excelente destino de viagem. Saiba mais!

o que ver em cusco
Detalhe da portada da Igreja dos Jesuítas, em Cusco

Algumas informações básicas

Cusco significa “umbigo do mundo”, em quíchua, a língua ancestral que ainda é falada. E fica na região do Vale Sagrado, nos Andes, situado a 3.400 metros de altitude.

A maioria de seus edifícios são do tempo em que os espanhóis governaram a cidade, com exemplos de barroco mesclado com decoração local, resultando no estilo conhecido como barroco mestiço, sobre o qual tratamos em outro post.

Perto de Cusco está a cidade perdida dos Incas, Machu Picchu, o bem conservado sítio arqueológico construído no século XV, e que fica a 2.400 metros, altitude bem suportada por todos. Pode-se chegar até lá por meio de longas trilhas, ou em trens até Aguas Calientes: a nossa opção nesta viagem.

Da mesma forma que acontece com os hotéis, capazes de abrigar desde mochileiros descolados até os mais exigentes, é possível escolher o nível de conforto do trajeto, com relação direta no custo.

Para quem puder, viajar no charmoso trem Hiram Bingham, da rede Belmond, e que já pertenceu ao Orient Express, é a opção mais acertada. Machu Picchu é um cenário maravilhoso e passear pelas suas ruínas é algo emocionante, inesquecível.

o que ver em cusco
Para quem adora animais, estas alpacas bebês são apaixonantes.

Além de Machu Picchu é possível ver construções incaicas em Ollantaytambo e Sacsayhuaman. Mas todos estão a mais de 3.400 metros de altitude! Então tenha em mente que você precisará se aclimatar, para não sofrer com o mal de altitude, o temido soroche.

O recomendado é subir aos poucos, e ter sempre oxigênio a disposição; pense nisso e organize bem o seu roteiro.

Outras dicas do destino

Se organize para ficar, ao menos, quatro dias (nós ficamos nove). Além das lindas construções barrocas há o charmoso bairro de San Blas, onde se concentram diversos artesões de joias de prata e objetos de decoração.

Também vale contar que perto de Cusco é possível visitar fazendas de criação de lhamas e alpacas. Eles produzem lã da melhor qualidade, exportadas para as mais importantes marcas europeias.

A lã da alpaca, sobretudo a baby alpaca, é muito térmica e confortável, e você vai encontrar desde opções baratas (cuidado, muitas serão lã acrílica) até exemplares bem caros, sobretudo nas lojas da Kuna, a nossa preferida.

Essa marca tem modelos de alta qualidade com ótimo design, portanto vale a pena conhecer.

Há ainda a lã de vicunha, um camelídeo selvagem, com uma pelagem extra macia. Para se ter uma ideia, um simples cachecol atinge a cifra de alguns mil dólares.

O que ver em Cusco?

Para aproveitar a cidade recomendamos procurar saber um pouco mais sobre a história da ocupação espanhola, da importância de Cusco na época colonial.

Em seguida é só partir percorrendo tanto a parte mais antiga, com arquitetura Inca, até as igrejas católicas. Elas sempre trazem detalhes da arte da população local. Então, fique atento aos muitos detalhes!

Em nosso livro sobre o Barroco há um capítulo com exemplos de todo o mundo, inclusive com imagem de uma capela de Cusco. Localizada no que é hoje o excelente Hotel Monastério, também da rede Belmond.

E, para quem quiser ver outras imagens que fizemos no Peru, ou para mais dicas de viagem, veja o nosso Instagram!

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

5 Comentários

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.