Vale do Colca: cânion, condor e paisagens fantásticas

A região do Vale do Colca é um dos lugares para viajar no Peru mais procurados tanto pelos locais, quanto por estrangeiros.

Vamos contar aqui a nossa experiência por lá e dar dicas para você montar o seu roteiro por este país tão interessante: tenho a certeza de que vai ficar com vontade de saber mais!

Como chegar ao Vale do Colca

O jeito mais fácil de chegar até lá é voando até Arequipa, conhecida como a cidade branca.

Mas você não deve fazer duas coisas:

  • usar Arequipa apenas como escala em sua viagem. O destino é interessantíssimo e recomendamos hospedar-se ao menos três dias nesta cidade, com suas construções barrocas e instalada em um vale de vulcões;
  • fazer um bate-volta de Arequipa ao Vale do Colca: vai ser uma correria cansativa e você irá conhecer muito pouco. Ao menos pernoite em algum vilarejo, como Yanque ou Chivay.

De Arequipa a Yanque, onde nós ficamos, são mais de 175 km — e levamos umas 3,5 hs de carro.

Vale do Colca Igreja de Yanque
A singela Igreja da Imaculada Conceição, em Yanque — no Vale do Colca. Foi construída no ano de 1560 e é mais um exemplo do Barroco Mestiço.

As estradas vão pelas cordilheiras e você vai passar pelo Mirador de los Andes. Prepare-se: o local fica a 4.910 metros de altitude e é a estrada pavimentada mais alta do continente.

O que ver e fazer no Vale do Colca

Todo o vale tem a extensão de 100 km, com o Rio Colca serpenteando ao fundo — daí o nome: no orginal Valle del Colca.

Seu cânion é o mais profundo do mundo: chega a 5000 m em alguns lugares, mais que duas vezes maior que o Grand Canyon americano.

Como você pode estar imaginando as vistas são fantásticas!

Em muitos lugares é possível observar os terraços escalonados usados até hoje na agricultura local — desenvolvidos pelos incas, ainda no século 15 — quando construíram Machu Picchu.

Mas a região do Colca já era habitada pelos povos pré-incaicos — uma das civilizações mais antigas de todo o continente.

rebanho de Alpaca no Vale do Colca
Um rebanho de alpacas que encontramos no Vale do Colca

Principais atrações

O Vale do Colca está na Província de Caylloma, uma região Andina, e grande parte da população também fala quíchua — a lingua ancestral.

É possível visitar algumas construções do tempo da colonização espanhola, em estilo conhecido por barroco mestiço. Recomendamos uma visita a singela Igreja da Imaculada Conceição, em Yanque.

Mas, a grande maioria dos visitantes quer mesmo é ver os condores. Eles são a maior ave voadora que existe e de asa a asa chegam a medir 3 metros.

Vivem nas áreas mais altas do vale e costumam sair planando de manhã cedo: quando saem para se alimentar.

Aparecem quase sempre, mas não todos os dias: nós não os vimos!

E a região ainda tem fontes termais naturais: um convite ao descanso e ao relaxamento.

Paisagem do Vale do Colca
A linda paisagem do Vale do Colca: montanhas, terraços escalonados e as termas

Ou, para os aventureiros, é possível fazer trekking e alguns esportes radicais.

Um Bônus: a nossa experiencia no Colca Lodge

São diversas as opções de hospedagem — ideais para mochileiros até os viajantes mais exigentes.

Nós escolhemos o Colca Lodge Spa & Resort e foi uma experiência inesquecível.

O hotel pertence a um grupo de investidores peruanos chamado Grupo Inca. É deles também a marca mais badalada de têxteis de lã de alpaca e vicunha: a Kuna. Vale procurar saber mais: seus produtos são caros, mas duram a vida toda!

Além de estarem instalados em uma paisagem muito bonita, junto ao rio e de oferecem aos seus clientes suas termas naturais — a água é aquecida — eles ainda mantém uma fazenda de alpaca e lhamas.

Colca Lodge, no Vale do Colca
Um dos pontos altos do Colca Lodge Resort & Spa: vale demais conhecer a sua fazenda de alpacas e lhamas

Impossível não se apaixonar por estes animais tão dóceis. Ali você vai entender tudo sobre as espécies, a diferença entre as alpacas Suri e mágica Wasi — são cultuadas desde os tempos ancestrais.

E é interessante ver a preocupação que eles tem não só de manter as tradições têxteis, como também apoiar a população local.

Dicas para um roteiro com o Vale do Colca?

No Peru é preciso atentar para o mal de altitude, o soroche. Para minimizar os efeitos a dica é ir subindo aos poucos.

Por isso é uma boa começar a viagem em Arequipa, 2.400m acima do nível do mar. O Colca Lodge, no Vale do Colca, fica a 2.800 m. Dali você pode optar por voar até Cusco, que está 3.400 m, ou ir até a região do Lago Titicaca, acima dos 3.800 m.

Nós começamos a nossa viagem em Arequipa e de lá fomos de carro até o Colca e depois seguimos até Puno.

Não voe diretamente até Juliaca, o aeroporto mais perto de Puno: pois terá imensas chances de arrumar uma imensa dor de cabeça (e outros sintomas desagradáveis).

O soroche é um mal que não acomete a todos, mas nocauteia muitos turistas.

Quer encontrar mais informações sobre o Peru?

Confira os seguintes posts:

Para receber nossa Newsletter todas as quartas é só assiná-la.

E para ver outros destinos em que estivemos é só nos acompanhar em nosso Instagram!

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.