quem foi o marques de pombal

Quem foi o Marquês de Pombal? O homem à frente do governo e da reconstrução de Lisboa

Já esteve em Lisboa e ouviu falar na baixa pombalina? Quer saber sobre o personagem representado na estátua central da Praça do Comércio? Então leia este post e saiba quem foi o Marquês de Pombal!

O Marquês de Pombal é um personagem importante da História de Portugal, com decisões que afetaram a História do Brasil.

Diplomata e estadista, é uma figura carismática, mas controversa.

Foi embaixador em Viena e Londres e homem que exerceu o governo de fato no reinado de D. José I, na segunda metade do século XVIII.

Também é desconhecida a importância de Pombal para garantir o monopólio, controle da produção e comércio do vinho do Porto.

Devemos a ele a fundação em 1756 da Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro. Foi ele também que demarcou a região, garantindo a excelência do produto.

Ativa até nossos dias com o nome de Real Companhia Velha, é a mais antiga empresa de Portugal e das mais conhecidas produtoras de vinho do Porto. Sabia disso?

Apresentando o personagem de hoje

Sebastião José de Carvalho e Melo formou-se na Universidade de Coimbra e, após ter prestado serviços relevantes como embaixador nas principais cortes europeias, assumiu a função de ministro no reinado de D. José I, em 1750.

O terremoto violento que devastou Lisboa em 1755, seguido por um tsunami que varreu toda parte baixa da cidade, deixou a população em desespero.

Foi Pombal quem assumiu a responsabilidade de “enterrar os mortos e alimentar os vivos“, no lugar de um rei assustado e sem condições de lidar com tamanha catástrofe.

Dali em diante, fortalecido, Pombal tornou-se um governante despótico, amado por uns e odiado por outros.

Com energia e firmeza para reconstruir a capital lusa, dando a região da baixa lisboeta a constituição urbanística que vemos hoje.

Sua visão de mundo possibilitou a criação de uma capital ordenada, com ruas e avenidas largas, em contraste com as ruas estreitas e tortuosas da região da Alfama, que resistiu ao sismo.

Com experiência na Áustria e Inglaterra Pombal iniciou uma série de medidas para modernizar Portugal, racionalizando a administração, de acordo com os seus ideais iluministas.

E, para isto, entendeu ser preciso livrar-se de dois entraves:

  • a nobreza portuguesa, com poder e riqueza que lhes possibilitava agir em desacordo com as ordens do governo;
  • e a poderosa Companhia de Jesus, autônoma, alheia a vontade do Estado e à frente da educação, no reino e nas colônias.

Esclarecido, autoritário e controverso

Embora tenha contribuindo para o desenvolvimento de Portugal, Pombal aniquilou as mais importantes famílias portuguesas no julgamento dos Távora.

Eles foram culpados por uma tentativa de regicídio, sem direito a defesa.

Da mesma forma, um jesuíta também foi implicado no ocorrido, tendo sido queimado vivo na fogueira da Santa Inquisição.

Ao mesmo tempo teve início o processo de expulsão da Companhia de Jesus de todos os domínios portugueses.

Claro que isso teve desdobramentos no Brasil, como no exemplo da região das Missões, sobre o que já escrevemos aqui no blog e em nossos livros.

Quando da morte do rei, em 1777, assumiu a coroa a primeira mulher a governar Portugal: D. Maria I.

Pois, a primeira ação da nova rainha foi banir o Marquês de Pombal da corte, iniciando o que entraria para a história como a Viradeira. Pombal foi rapidamente processado e condenado por abuso de poder.

Mas, não chegou a receber pena, por já contar quase 80 anos na ocasião e em respeito ao bem que ele havia feito.

Para saber mais sobre quem foi o Marquês de Pombal, escrevemos sobre esta personalidade em três de nossos livros: A Casa da Moeda de São Paulo, As Moedas contam a História do Brasil e Medalhas contam detalhes da História do Brasil.

Então, para ver imagens e dicas de viagens sobre Portugal e outros países em que já estivemos, siga-nos no Instagram!

PortugalPowered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

2 Comentários

Os comentários estão fechados.